CLEBER

Reflexões



 

Ao assistir um programa de televisão, uma conversa entre duas participantes chamou minha atenção. Ambas discorriam sobre suas vivências; até que uma delas relatou as diferentes respostas que obteve em candidaturas de emprego, apenas pelo fato de ter ou não sua foto exibida no currículo. Detalhando a conversa, foi citado que o cadastro com a foto ficou por um longo período sem nenhuma resposta. Quando retirou a foto do cadastro, recebeu uma proposta de entrevista. Foi tirar a foto do cadastro e recebeu proposta de entrevista. Não entrarei no mérito das variáveis que podem ter surgido durante esse período, como a situação crítica do mercado de trabalho, se houve ou não alguma alteração além da retirada da foto. A questão é que durante a fala, ficou claro que para participante a não exibição da foto foi o fator determinante para ser chamada.(seria para não ser chamada?)

Este fato, trouxe uma reflexão sobre  quais critérios são utilizados para a seleção e a lei de cotas, na qual ouvi e presenciei diferentes opiniões entre amigos, familiares, mídias e estudantes.

É difícil tomar partido tendo em vista que durante as conversas nas quais fiz parte existiram contribuições para o favorecimento do direito estabelecido pela lei de cotas; assim como argumentos que questionam sua existência.

Acredito que a decisão de apoiar ou não  a lei de cotas perpetua muitas das vezes pelo fato de o quão serei beneficiado, e pelo momento que estarei passando.

Nesse sentido, interpreto que minha decisão não precisa ser fixa. Hoje por algum motivo minha inclinação pode ser em apoiar a lei de cotas; amanhã, posso ter outros motivos nos quais levarão a defesa de uma posição oposta.

O fato é que independente de concordar ou não, a lei de cotas existe, e está em vigor.  Isso não impossibilita que eu, você e a sociedade como um todo possa “ sentar “ e dialogar sobre pontos que contribuam significativamente nos resultados progressivos do país. Esse diálogo é importante não somente para a lei de cotas, como quaisquer  transformações benéficas que cogitamos para o nosso futuro.

cleberferreira@talentosbr.com.br

ChatChat+